4 de agosto de 2020
  • Gastronomia.com España
  • Gastronomia.com México
  • Gastronomia.com Perú
  • Gastronomia.com Colombia
  • Gastronomia.com Paraguay
  • Gastronomia.com Argentina
  • Gastronomia.com Ecuador
  • Gastronomia.com Portugal
  • Gastronomia.com USA
Siga-nos no  

25 de fevereiro de 2016
Avaliação  (0)
Cobertura mínima do seguro rural passa a ser de 60%
FacebookTwitterGoogle PlusLinkedin
A faixa mínima de cobertura de produtividade para as apólices de grãos passa a ser de 60% a 65% e contará com subvenção de 45% do governo federal. Os índices valem para a chamada cobertura multirrisco, que obriga as seguradoras a indenizarem a perda de produção por danos causados pelo clima, como seca, granizo, geada, excesso de chuvas e ventos fortes.

O seguro se aplica, principalmente, às culturas de soja, milho, trigo, arroz e feijão.De acordo com o diretor de Crédito, Recursos e Riscos do Ministério da Agricultura, Vitor Ozaki, a alteração vai garantir maior proteção ao produtor rural. Antes a faixa mínima de cobertura era entre 50% a 55%, com 30% da apólice subvencionada pelo governo.




A decisão de mudar os índices foi tomada pelo Comitê Gestor Interministerial do Seguro Rural. O comitê alterou ainda o termo de responsabilidade do produtor rural, documento de preenchimento obrigatório pelo agricultor no momento de contratação da apólice de seguro rural.

resolução que alterou a regra do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural está publicada no Diário Oficial da União.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Agricultura
Foto: Divulgação/EBC

Valora esta noticia