20 de janeiro de 2020
  • Gastronomia.com España
  • Gastronomia.com México
  • Gastronomia.com Perú
  • Gastronomia.com Colombia
  • Gastronomia.com Paraguay
  • Gastronomia.com Argentina
  • Gastronomia.com Ecuador
  • Gastronomia.com Portugal
  • Gastronomia.com USA
Siga-nos no  

24 de fevereiro de 2016
Avaliação  51 (1)
Governo entrega 61 toneladas de sementes à agricultura familiar de Goiás
FacebookTwitterGoogle PlusLinkedin
Mais de 61 toneladas de sementes crioulas de milho, feijão e de arroz estão sendo adquiridas pelo governo federal por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). São grãos que saíram das propriedades de agricultores familiares em Goiás e que irão beneficiar outras famílias de 60 municípios do Estado que vivem no campo e fazem parte do Cadastro Único dos Programas Sociais. Foram investidos R$ 500 mil na aquisição das sementes.

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Tereza Campello, inclusive, participou de ato público de entrega de sementes crioulas em Vianópolis (GO).




De acordo com o diretor de Apoio à Aquisição e à Comercialização da Produção Familiar do MDS, André Grossi Machado, a iniciativa tem o objetivo de garantir segurança alimentar e nutricional para as famílias e possibilitar a geração de renda. “O evento apresentará anúncios de políticas de fortalecimento da agricultura familiar, incluindo o PAA.”

A Aquisição de Sementes é uma modalidade recente do programa, na qual a compra e a distribuição de sementes passam a ter regras e limites de acesso por unidade familiar que não interferem nas demais modalidades do programa. Isto possibilita que o agricultor familiar fornecedor participe da venda de alimentos e também da venda de sementes.

“A assinatura do contrato com a associação fornecedora de sementes de milho, feijão e arroz simboliza um dos melhores anos de execução desta modalidade. Em 2015, foram executados mais de R$ 14 milhões para operações de aquisição e distribuição de sementes em todo País, contribuindo para a segurança alimentar e para a produção de alimentos mais saudáveis e sustentáveis”, afirma o diretor.

Depois de utilizadas as sementes no plantio, os produtos poderão ser revendidos ao governo federal por meio da modalidade Compra com Doação Simultânea, que beneficia creches, escolas e entidades públicas e privadas da rede de assistência social.

Fonte e foto: MDS

Valora esta noticia