4 de agosto de 2020
  • Gastronomia.com España
  • Gastronomia.com México
  • Gastronomia.com Perú
  • Gastronomia.com Colombia
  • Gastronomia.com Paraguay
  • Gastronomia.com Argentina
  • Gastronomia.com Ecuador
  • Gastronomia.com Portugal
  • Gastronomia.com USA
Siga-nos no  

18 de fevereiro de 2016
Avaliação  (0)
CEAGESP lança manual sobre o manuseio de produtos hortícolas
FacebookTwitterGoogle PlusLinkedin
As frutas, legumes e verduras fazem parte do cotidiano de todo brasileiro. E para que estes produtos cheguem à mesa do consumidor final com a melhor qualidade, a Seção do Centro de Qualidade Hortigranjeira (SECQH) da CEAGESP (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo) elaborou um manual de Manuseio Mínimo, que apresenta instruções para evitar as perdas e danos durante o transporte destes produtos.
 
Desde a colheita na horta até as gôndolas dos supermercados, são muitos os procedimentos que se forem realizados inadequadamente, podem prejudicar a qualidade e aumentar o desperdício de alimentos. Com o objetivo de orientar os profissionais envolvidos em todos os níveis da produção hortícola, o material apresenta 14 regras fundamentais para manter os produtos sempre nas melhores condições.
 
O manuseio incorreto é a maior causa de perdas entre as frutas e hortaliças frescas, pois pode gerar ferimentos e acelerar a deterioração pela entrada de micro-organismos, tal como o transporte feito em embalagens inadequadas.




 
A doutora Anita Gutierrez, chefe da SECQH e responsável pelo manual, explica que o supermercadista também pode adotar algumas medidas para reduzir desperdícios. Uma das recomendações é evitar a perda de umidade do produto, pois as frutas e hortaliças frescas são compostas por até 95% de água. “A exposição em ambiente com temperatura entre 12 e 15 °C e umidade relativa entre 80 e 90% são a receita para a diminuição dos danos”, pontua.
 
A cartilha de Manuseio Mínimo está disponível na Seção do Centro de Qualidade Hortigranjeira, sediada no Entreposto Terminal São Paulo da CEAGESP. Interessados também podem solicitar a versão digital do material através do e-mail ou pelo telefone (11) 3643-3890.

Valora esta noticia