26 de setembro de 2020
  • Gastronomia.com España
  • Gastronomia.com México
  • Gastronomia.com Perú
  • Gastronomia.com Colombia
  • Gastronomia.com Paraguay
  • Gastronomia.com Argentina
  • Gastronomia.com Ecuador
  • Gastronomia.com Portugal
  • Gastronomia.com USA
Siga-nos no  

16 de dezembro de 2015
Avaliação  (0)
Grãos inteiros podem substituir a proteína da carne vermelha
FacebookTwitterGoogle PlusLinkedin
Os grãos inteiros, tanto os cereais comuns como os grãos antigos, são uma excelente fonte de proteína de origem vegetal. Em quantidades e combinações apropriadas podem inclusive substituir a carne vermelha, uma vez que são ricos em fibra e com pouca gordura. Além disso, estão livres de colesterol e aportam vitaminas, minerais e fitonutrientes que não encontramos na carne.
 
Mas o que são as proteínas?
As proteínas são formadas por aminoácidos, que atuam como um componente de nossas células, uma espécie de estrutura com a qual se constrói o corpo humano. Formam o músculo e os ossos, transportam nutrientes e agem como enzimas e hormônios.
 




Devemos levar em conta que a quantidade de proteínas que necessita cada pessoa depende da idade, sexo, condições gerais de saúde, o desgaste físico e mental do individuo. E para uma boa alimentação é importante manter o equilíbrio entre os tipos de aminoácidos que consumimos durante o dia.
 
Os aminoácidos também são uma fonte de energia, já que quando digeridos são transformados em glicose (a gasolina que requer nossas células para desempenhar suas tarefas específicas).
 
Quando um alimento é formado pelos oito aminoácidos essenciais, ou seja, os que não podemos fabricar, denominamos “uma proteína completa” o de alto valor biológico. Os alimentos de origem animal como a carne de vaca, frango, o ovo e o leite são proteínas completas. Já nos alimentos de origem vegetal (as plantas) geralmente se encontram apenas alguns dos aminoácidos essenciais; com algumas exceções como a quinoa e o amaranto. Portanto é necessário combiná-los para obter uma proteína completa.
 
As proteínas vegetais podem provir de estas fontes:
 
- grãos inteiros como o trigo, o arroz e o milho.
- Folhas verdes como a couve.
- Legumes como o feijão, o grão de bico e a soja.
- Sementes de chia, linhaça e cânhamo.
- nozes e amêndoas.

Quantas proteínas necessita cada pessoa?
Depende da idade, sexo, condições generais de saúde, o desgaste físico e mental do individuo. Esta é a quantidade diária recomendada de proteína pelo Instituto de Medicina (IOM, por suas siglas em inglês):
 
HomensIDADEGRAMOSMulheresIDADEGRAMOS
1 a 3 anos13 grs.1 a 3 anos13 grs.
4 a 8 anos19 grs.4 a 8 anos19 grs.
9 a 13 anos34 grs.9 a 13 anos34 grs.
14 a 18 anos52 grs.14 a 18 anos46 grs.
19 a 70 anos56 grs.19 a 70 anos46 grs.
Gravidez e amamentação71 grs.
 
Por tanto, como podemos substituir a carne vermelha com os grãos inteiros?
Uma regra simples de recordar é que ao unir um grão inteiro com uma leguminosa obtemos uma proteína completa, a mesma que conseguiria consumindo carne vermelha. Tão fácil como elaborar um prato de arroz e feijão negro ou preparar um sanduiche de pão de trigo integral com creme de amendoim (que é uma leguminosa não uma noz).
 
Fonte: Rocío Río de la Loza, Health Coach

Valora esta noticia